Gramigna: propriedades medicinais, método de uso e benefícios

Gramigna: propriedades medicinais, método de uso e benefícios

GRAMIGNA

Agropyrum repens

(família

Poaceae

)

CARACTERÍSTICAS GERAIS

O gramigna, nome científico Agropyrum repens P.B., família Poaceae (antigo Graminaceae), sempre foi considerada uma erva daninha. Apesar disso, é uma planta com muitas virtudes, tanto que tanto os cães como os gatos a procuram e comem com muita avidez.

É uma planta herbácea, mesmo com 1,5 m de altura, perene, com longos rizomas que emitem caules eretos.

As folhas da erva são de uma bela cor verde intensa, muito estreitas e planas, sulcadas por numerosos veios e recobertas por um baixo espesso na página superior.

As flores de cor verde aparecem de junho a setembro e são coletadas em espiguetas planas.

Os frutos são grãos.

PROPRIEDADE'

A gramigna contém sais minerais, óleo essencial, mucilagem, glicosídeos, substâncias amargas.

Suas propriedades são: purificante, diurético, emoliente.

PEÇAS USADAS DA PLANTA

Para uso terapêutico, utiliza-se o rizoma colhido na primavera ou no final do verão, limpo das raízes mais pequenas e seco ao sol.

Para uso, alimente os rebentos jovens e as folhas mais tenras.

COMO USÁ-LO

A gramigna é usada como decocção e chá de ervas, excelente como depurativo nos casos de inflamação do fígado, baço e trato urinário.

CURIOSIDADE'

A erva daninha também é conhecida como grão de formiga e dente canino.

No passado era usado para fazer pão e cerveja e as raízes eram torradas para fazer café.

Animais de estimação comem para se purificar

AVISOS

Não há indicações ou advertências particulares quanto ao seu uso.

GRAMIGNA VISTA PELOS OLHOS DE UM ARTISTA


Vídeo: PANC nossa de cada dia. Sisteminha Adaptado em São Vicente