Hortelã-pimenta

Hortelã-pimenta

Características

Uma das principais variedades de hortelã é, sem dúvida, representada pela hortelã-pimenta, que se diferencia de todas as outras espécies simplesmente por possuir um alto grau de aromaticidade.

Além disso, aprofundando as características físicas da planta, a hortelã-pimenta pode orgulhar-se de folhas cobertas por uma espessa penugem de cor verde: são, em todo o caso, folhas bastante simples com uma forma tipicamente alongada que se mantêm. caules retos de desenvolvimento e raízes extremamente inchadas.

Uma das principais características da planta de hortelã-pimenta é, sem dúvida, sua altura: nunca ultrapassa os setenta centímetros.

As flores desta planta particular têm a característica de serem muito pequenas e da típica cor branca, com uma particular capacidade de desabrochar da base para cima desde o verão até ao final do outono.


Exposição

Como em todos aqueles climas continentais, as plantas de hortelã-pimenta precisam ser colocadas em um local bastante ensolarado, onde possam desfrutar de pelo menos algumas horas de luz solar direta.

Quanto ao inverno, as hortelã-pimenta caracterizam-se por apresentar uma excelente predisposição para resistir às geadas, pelo que podem ser deixadas ao ar livre sem problemas especiais.


Rega

A rega desta planta varia de acordo com o clima em que é cultivada: isto explica porque vamos dividir a rega de acordo com o clima em que se encontra.

No que diz respeito a todos os climas continentais, as irrigações relativas a esta planta em particular devem ser sempre particularmente elevadas e, especificamente, devem ser realizadas com boa consistência.

O período em que é necessário fazer o maior número de irrigações é sem dúvida o verão: neste caso, é importante tentar nunca deixar o solo secar completamente, mas continuar regando regular e abundantemente.

Em qualquer caso, no sentido de um clima alpino, portanto com altitudes particularmente elevadas, o solo deve ser sempre mantido com um bom nível de umidade: portanto, deve-se prestar atenção à rega constante e abundante, enquanto durante os mais frios, como o outono e inverno, você também pode decidir reduzir a quantidade de irrigações, tornando-as mais esporádicas.

Em todos aqueles climas mediterrâneos, a rega regular é, sem dúvida, a principal característica a respeitar, pois a hortelã necessita sempre de uma quantidade excelente de água e o solo nunca deve secar.


Fertilizante

Para obter plantas de hortelã-pimenta aromáticas que apresentem um desenvolvimento óptimo e exuberante, é fundamental procurar arranjar o solo de forma a que possa ser enriquecido com substâncias sempre que necessário.

Por exemplo, você pode integrar estrume, mas também pode usar fertilizante de liberação lenta, após o que terá que aproveitar as fertilizações regularmente, usando o fertilizante universal comum, que deve ser adicionado à água contida no irrigações em intervalos de cerca de 15-20 dias.


Clima e terreno

A hortelã-pimenta tem, entre as suas vantagens, a capacidade de se desenvolver com bastante facilidade em qualquer tipo de clima que se enquadre na faixa temperada.

Em todo caso, as preferências da hortelã-pimenta são bem conhecidas: na verdade, ela prefere uma primavera particularmente úmida, caracterizada por chuvas frequentes e temperaturas decididamente baixas, enquanto os verões devem ser tão quentes e secos quanto possível.

A hortelã-pimenta também tem outra característica particularmente interessante para quem pretende começar a cultivá-la: referimo-nos à excelente resistência e bom grau de tolerância que esta planta possui ao frio.


Instalações

Quando se trata da propagação desta planta em particular, é necessário enfatizar como ela ocorre essencialmente através do uso de estolões que são extraídos de plantas que, por força das circunstâncias, devem ter pelo menos dois anos de idade.

Esses estolões que são explorados para garantir uma boa propagação devem ser plantados durante o outono, mas também existe a possibilidade de realizar esta operação no final do inverno, agrupando 2 a 3 plantas por vez.

No final da primavera, também existe a possibilidade de se optar pelo transplante das mudas para o solo.

O conselho, na maioria dos casos, é prestar bastante atenção em fazer grandes alternâncias, procurando não semear no mesmo solo a hortelã-pimenta e uma lavoura da mesma família desta planta.


Técnicas de cultivo

Esta planta tem a vantagem de poder ser cultivada, entre outras possibilidades, também em campo aberto, bem como nos jardins de moradias, em vasos e em hortas.

É um híbrido que não apresenta dificuldades particulares no seu cultivo, embora deva ser tido em consideração o facto de prever a eliminação das ervas daninhas, que representam a única fonte real de perturbações da hortelã-pimenta.

Para eliminar esse problema, a solução muitas vezes é representada pela possibilidade de se utilizar capina entre as diferentes fileiras, sempre antes que ocorra o crescimento completo dos estolões.

Dentro das hortas, assim como nas hortas, é sempre melhor fazer outra operação: estamos nos referindo ao desbaste da própria planta, pois muitas vezes ela pode se tornar muito agressiva quando os estolhos se desenvolvem excessivamente.

Durante a fase de confecção do canteiro, também é importante inserir adubo maduro, enquanto o nitrogênio contribuirá significativamente para aumentar a presença de mentol no óleo essencial.


Coleção

A hortelã-pimenta tem a particularidade de poder ser direccionada para a produção de folhas, mas também para obter o óleo essencial tradicional.

Quanto a todas as colheitas que se realizam em campo aberto, deve-se destacar que a colheita deve incluir a planta na sua totalidade, depois de realizada a roçada logo acima da parte do colarinho: trata-se de uma operação que deve ser sistematicamente repetido pelo menos duas faces a cada ano.

A primeira roçada deve ser concluída durante o mês de agosto, quando a floração está em seu clímax.

Nesse momento, 0,3% é extraído por meio de uma delicada e complexa destilação a vapor.

A segunda poda é aquela que deve ser concluída no outono e destina-se principalmente à produção de numerosas folhas.

As folhas serão então submetidas a uma fase de secagem que deve ocorrer necessariamente em ambiente o mais abrigado possível da luz, além de evitar a umidade e garantir sempre uma excelente circulação de ar.


Doenças e parasitas

A hortelã-pimenta, como muitas outras plantas, sofre o ataque e os perigos que são trazidos por doenças e alguns parasitas.

Em particular, esta variedade de menta caracteriza-se por não tolerar, de forma absoluta, os riscos associados aos fungos.

Um dos fungos mais perigosos, para a hortelã-pimenta, é representado pela Puccinia menthae, que se caracteriza por causar danos irreparáveis ​​aos caules e folhas.

O desenvolvimento deste fungo é bastante simples de notar, visto que tem a particularidade de constituir inchaços e pontos de cor tipicamente avermelhada: com o passar do tempo estes "sinais" tornam-se verdadeiros pontos enegrecidos e, por isso mesmo, é absolutamente necessário remover todas as plantas de hortelã-pimenta contaminadas e, em seguida, queimá-las.

A hortelã-pimenta também sofre ataques de caramujos, animais realmente muito ávidos por essa planta e, por isso, é sempre bom tentar estar atento ao solo preparado para o cultivo.

Quanto aos cuidados com esta planta, a hortelã-pimenta precisa, com boa regularidade, ser submetida a capina e capina contínuas, obviamente sem se esquecer de realizar também uma leve poda apical.


Hortelã-pimenta: Propriedades

A hortelã-pimenta, por outro lado, também a hortelã tradicional, pode ostentar uma série de propriedades terapêuticas e medicinais.

Em primeiro lugar, é importante sublinhar que as folhas desta planta são a parte mais utilizada na medicina, visto que possuem notáveis ​​propriedades estimulantes, antiespasmódicas e digestivas.

Não devemos esquecer que a hortelã-pimenta também tem sido utilizada em diversos tratamentos que afetam o sistema nervoso periférico, em particular pela ação estimulante que pode desenvolver.

A hortelã-pimenta pode ser facilmente reconhecida por um perfume realmente particularmente intenso, o que também permite que seja usada em muitos outros setores comerciais, como na confeitaria.

A essência da hortelã-pimenta é um composto particularmente importante que também se utiliza na preparação de um bom número de doces e bebidas, mas também é habilmente utilizado para a preparação de dentifrícios: neste sentido, pode-se compreender facilmente que a piperita utiliza estão realmente entre os mais variados.



Vídeo: Quick Wash Day Style to keep your natural hair moisturized. Short 4c Hair