Aloe

Aloe

A planta perene herbácea aloe (Aloe) é um membro da família Liliaceae, este gênero reúne cerca de 260 espécies. A planta vem da África, ou melhor, de suas regiões mais áridas. O fato é que o aloe é altamente resistente à seca.

Características da babosa

As placas de folhas de aloe que compõem a roseta crescem a partir da raiz, na maioria das vezes são carnudas. Há espécies que têm espinhos na folhagem e há outras que não. Em algumas espécies, um revestimento ceroso está presente na superfície da folhagem. Durante a floração, o arbusto é decorado com flores de cor vermelha, amarela ou laranja. O formato da inflorescência, dependendo da espécie, pode ser racemoso ou paniculado, na maioria das vezes as flores são em forma de sino ou tubulares.

Algumas espécies têm propriedades curativas, por isso são usadas na medicina alternativa. O suco de Aloe ajuda a curar abcessos e queimaduras mais rapidamente. Também é usado para fazer máscaras por causa de suas propriedades regeneradoras e rejuvenescedoras. A folhagem é usada para obter uma substância que tem efeito laxante. Na cultura, não apenas muitos tipos de babosa são cultivados, mas também variedades.

Breve descrição do cultivo

  1. florescer... O Aloe é cultivado como planta ornamental decídua e medicinal.
  2. Iluminação... Precisa de mais luz solar intensa. Às vezes, no inverno, é recomendável destacar o mato.
  3. Regime de temperatura... Durante o período de primavera e verão, a flor cresce bem em temperatura ambiente normal. No inverno, a temperatura da sala não deve ultrapassar 14 graus.
  4. Rega... Durante a estação de crescimento, o substrato no vaso é umedecido imediatamente após a secagem da camada superior. Nos meses de inverno, a rega é menos frequente, ou seja, dois dias após a secagem da superfície da mistura do solo. Ao regar, certifique-se de que nenhum líquido entra na saída da folha.
  5. Umidade do ar... O Aloe cresce normalmente quando a umidade do ar é típica dos aposentos.
  6. Fertilizante... A cobertura é realizada da segunda quinzena da primavera às primeiras semanas do outono, uma vez a cada 4 semanas, para isso são utilizados fertilizantes minerais.
  7. Período dormente... Começa no segundo semestre e termina em meados da primavera.
  8. Transferir... Os arbustos são transplantados no início da estação de crescimento, os arbustos jovens são submetidos a este procedimento uma vez a cada dois anos e os mais velhos - uma vez a cada 4 anos.
  9. Mistura de solo... Solo frondoso e turfoso, e também areia (1: 2: 1).
  10. Reprodução... Rebentos de raízes e método de sementes.
  11. Insetos nocivos... Pulgões, cochonilhas, cochonilhas e ácaros-aranha.
  12. Doenças... Uma planta só pode ficar doente se não for bem cuidada. Na maioria das vezes, ele sofre de podridão, que aparece por causa da rega excessiva.
  13. Propriedades... Alguns tipos de aloés são caracterizados por propriedades curativas. Possuem propriedades antiinflamatórias, imunoestimulantes, cicatrizantes, antibacterianas, regeneradoras e outras.

Cuidados domiciliares para babosa

Iluminação

Aloe é uma planta que adora luz, então é melhor cultivá-la em casa em uma janela ao sul, enquanto não tem medo da luz solar direta. Um arbusto que ficou na sombra por muito tempo vai acostumando-se aos poucos com os raios brilhantes do sol. No inverno, o arbusto às vezes precisa de iluminação adicional, para isso você pode usar lâmpadas fluorescentes.

Regime de temperatura

No verão, a babosa se desenvolve e cresce dentro dos limites normais em temperatura ambiente normal. Na estação quente, ele pode ser transferido para o ar fresco, enquanto um local protegido da precipitação é escolhido para isso. Se no verão você não levar a planta para fora, é recomendável ventilar sistematicamente o ambiente em que ela está localizada. No inverno, o aloe tem um período de dormência, nesse sentido, recomenda-se reorganizá-lo em um local fresco (não mais quente do que 14 graus). Se a sala estiver mais quente, o arbusto pode começar a se esticar ativamente, pois no inverno o sol não pode lhe dar a quantidade necessária de luz.

Rega

Durante a estação de crescimento, regar aloés é realizado imediatamente após a superfície da mistura de solo no vaso secar. No inverno, a rega deve ser mais rara, no entanto, o coma de terra não deve secar. Ao umedecer o substrato, certifique-se de que nenhum líquido entre na saída da folha, pois isso pode causar o apodrecimento do tronco, o que pode destruir o arbusto.

Umidade do ar

Essa flor cresce normalmente e se desenvolve em qualquer umidade.

Florescer

Para o aloé florescer, é necessário um período de descanso, o que só é possível com um longo dia de luz e frescura. É muito difícil fornecer a uma planta tais condições quando ela cresce em um apartamento, portanto, sua floração raramente pode ser vista.

Fertilizante

A cobertura é realizada da segunda metade da primavera ao início do outono com uma frequência de 1 vez em 4 semanas. Quando o arbusto está em repouso, não é necessário aplicar fertilizante na mistura de solo.

Transplante de babosa

Um substrato adequado para o cultivo de babosa deve consistir em grama e solo decíduo, e também areia (2: 1: 1). Para que a mistura do solo seja mais solta, ela é misturada com uma pequena quantidade de carvão e pequenos pedaços de tijolo. O transplante é realizado apenas se necessário, como regra, os arbustos jovens são submetidos a este procedimento uma vez a cada dois anos, e os mais velhos - uma vez a cada 4 anos.

Métodos de reprodução

Reprodução de sementes

Aloe pode ser cultivado a partir de sementes com bastante facilidade. Para começar, é feita uma boa camada de drenagem no fundo do recipiente, depois é enchido com uma mistura de areia e as sementes são semeadas. A semeadura é realizada no último inverno ou nas primeiras semanas da primavera. As colheitas são regadas e ventiladas regularmente. Proteja-os da luz solar direta, enquanto a temperatura do ar deve estar em torno de 20 graus. A colheita das mudas surgidas em recipientes individuais é realizada com 30 dias de idade. Passados ​​3 meses após o transplante, a planta precisará mergulhar novamente em recipientes maiores, após o que receberão os mesmos cuidados que os arbustos adultos.

Como propagar por rebentos

Para a propagação de babosa por brotos, use a mesma mistura de solo usada para semear. Na primavera ou nas primeiras semanas do verão, separe os brotos que crescem das raízes do arbusto-mãe, após o que são plantados em um recipiente individual. Depois que o arbusto cria raízes e começa a crescer, ele recebe os mesmos cuidados que uma planta adulta.

Como propagar e transplantar adequadamente o babosa (agave) em casa. Métodos comprovados.

Doenças e pragas da babosa

Se você cuidar do babosa incorretamente, podem surgir problemas com ele:

  1. A folhagem está desbotada e lenta... Isso pode acontecer devido a regas excessivamente frequentes, quando a superfície da mistura de solo não tem tempo para secar. O substrato errado também pode ser o culpado.
  2. Os rebentos tornam-se alongados... Com pouca iluminação, o arbusto começa a esticar-se ativamente, perdendo assim o seu efeito decorativo. Para evitar isso, é recomendável iluminar a planta com lâmpadas fluorescentes, aumentando assim a duração do dia.
  3. Podridão apareceu em brotos e raízes... Nas raízes, a podridão surge como resultado de regas muito frequentes ou excessivamente abundantes. E a deterioração do caule ocorre mais frequentemente devido ao fato de que o líquido entrou na saída da folha durante a rega, especialmente se o ambiente estiver frio. Escolha o regime de irrigação mais adequado para o babosa, corte todas as partes afetadas do arbusto e transplante-o em um substrato novo.
  4. As pontas das placas de folhas ficam marrons... Esta planta é pouco exigente para a umidade do ar. Mas se o ar estiver muito seco, será necessário aumentar a umidade. Devido à má irrigação, manchas marrons podem se formar na borda das placas das folhas.
  5. Manchas escuras apareceram na folhagem... O arbusto deve ser protegido de correntes de ar, e o frio forte (abaixo de 8 graus) também pode prejudicá-lo. A sala deve ser ventilada regularmente, mas a flor deve estar em um local protegido de correntes de ar.
  6. Insetos nocivos... Escamas, cochonilhas, pulgões e ácaros podem se estabelecer no arbusto.

Como cultivar aloe vera em casa? Dicas para floristas - Tudo será gentil. Versão 986 em 21/03/17

Tipos de babosa com fotos e nomes

Aloe de flor branca (Aloe albiflora)

O arbusto não possui este tipo de haste. A largura das estreitas placas de folhas é de cerca de 5 centímetros, e seu comprimento chega a 25 centímetros, ao longo da borda existem pequenos espinhos brancos. A folhagem é cinza-esverdeada com grande número de pontos brancos na superfície. Durante a floração, cresce um pedúnculo com cerca de 50 cm de comprimento, onde se formam escovas de flores brancas. Este aloe pode ser facilmente propagado por rosetas.

Fan aloe (Aloe plicatilis)

Este aloe é uma planta espessa, cujo caule torna-se lignificado com o tempo. A altura de um arbusto altamente ramificado pode chegar a cerca de 5 metros. O tronco é dividido em pequenos ramos, e uma roseta de folhas é formada em cada um deles. As placas de folha opostas crescem em 14-16 peças, sua forma é linear e a parte superior é arredondada. O comprimento das placas de folha verde-acinzentada não é superior a 30 centímetros, e sua largura é de até 4 centímetros, como regra, a borda é lisa. No topo de pedúnculos longos, escovas são formadas, consistindo de 25-30 flores vermelhas. O comprimento do pedúnculo pode ser de até meio metro. Esta espécie difere das outras por necessitar de regas mais frequentes. Esta planta também é chamada de Aloe tripetala, ou Aloe lingua, ou Aloe linguaeformis.

Babosa

Os brotos do arbusto são curtos. Reunidos em pequenas rosetas, a folhagem verde tem uma forma lanceolada, na maioria das vezes há manchas brancas em sua superfície e na borda há espinhos de tonalidade rosa pálido. O comprimento das chapas pode atingir cerca de meio metro. Sobre um pedúnculo alto, formam-se várias escovas, que consistem em flores amarelo-claro, atingindo cerca de 30 mm de comprimento. Existem variedades com flores vermelhas. Esta espécie também é chamada de aloe Lanza (Floe lanzae), ou aloe barbados (Aloe barbadensis), ou aloe indiano (Aloe indica).

Aloe descoingsii

Esta planta herbácea tem um caule muito curto. A folhagem que cresce da raiz é coletada em uma roseta, seu comprimento é de apenas cerca de 40 mm e sua forma é triangular alongada. Na superfície das lâminas das folhas ligeiramente onduladas, de um verde claro ou verde escuro, existem muitos pontos de cor branca. As flores tubulares de laranja têm cerca de 10 mm de comprimento. Eles são coletados em um pincel, que se forma no topo de um pedúnculo de trinta centímetros que cresce a partir de uma roseta de flores. A espécie pode ser rapidamente propagada por rosetas jovens basais.

Aloe jacksonii

Esta planta perene espessa tem um caule bastante curto (cerca de 30 centímetros de altura). O comprimento das placas de folhas estreitas é de até 10 centímetros, elas têm pequenos espinhos ao longo da borda e 1 espinho mais longo cresce na parte superior. Em ambas as superfícies de folhagem esverdeada, há uma camada de cera e manchas esbranquiçadas. Durante a floração, forma-se um pedúnculo com 20 centímetros de comprimento, sobre o qual cresce um pincel, constituído por flores tubulares avermelhadas.

Aloe dichotoma

Na natureza, esta espécie é uma planta perene perene semelhante a uma árvore, cuja altura é de cerca de 8 metros. Em ambas as superfícies das placas de folhas verde-azuladas há um revestimento ceroso, seu comprimento é de cerca de 40 centímetros e sua largura é de até 6 centímetros, pequenas pontas estão localizadas ao longo da borda. As escovas que se formam durante a floração são compostas por flores tubulares amarelas. Um pedúnculo pode crescer de 1 a 3 inflorescências.

Aloe arborescens

Esta espécie, amplamente cultivada em ambientes fechados, também é chamada de "agave". A altura de uma árvore ou arbusto pode ser de até três metros. Gradualmente, os rebentos vão desnudando-se por baixo e ramificando-se fortemente na parte superior. As placas de folha carnosa densa da roseta apical têm uma forma xifóide em comprimento e uma largura côncava curva. Sua cor é verde-acinzentada, seu comprimento é de cerca de meio metro e sua largura é de cerca de 60 mm. Na borda da placa existem espinhos, atingindo 0,3 cm de comprimento.A espécie floresce em maio-junho, mas quando cultivada em casa, flores no arbusto raramente aparecem. Em um pedúnculo alto, formam-se escovas, compostas por flores rosas, vermelhas ou amarelas.

Aloe camperi

A espécie é uma erva perene baixa. As placas de folhas curvas estreitas e brilhantes têm uma cor verde e uma forma lanceolada, sua largura é de até 50 mm e seu comprimento é de cerca de 50 cm, a borda é finamente dentada. Durante a floração, forma-se um pedúnculo alto, sobre o qual crescem cachos, constituídos por flores tubulares alaranjadas, vermelhas e amarelas, cujo comprimento não ultrapassa 50 mm.

Em forma de tampa de babosa (Aloe mitriformis)

O caule desta planta herbácea perene é curto. As placas foliares que crescem das raízes são coletadas em uma roseta e têm uma forma triangular arredondada, seu comprimento é de cerca de 20 centímetros e sua largura não ultrapassa 15 centímetros. A cor da folhagem pode ser qualquer coisa de cinza-azulado a verde, em sua superfície desagradável, assim como na borda, muitos pequenos espinhos crescem. Um pedúnculo alto cresce a partir de uma roseta de folhas, na parte superior da qual se forma uma inflorescência racemosa, consistindo de flores tubulares de cor vermelha profunda ou simplesmente vermelha. Em casa, floresce muito raramente.

Aloe de folhas curtas (Aloe brevifolia)

Esta planta herbácea perene tem folhagem coletada em rosetas. Sua forma pode ser diferente de triangular a lanceolada, em comprimento atingem cerca de 11 centímetros, e em largura - até 4 centímetros. Os dentes brancos estão localizados na superfície externa da placa e em sua borda. A folhagem é verde-azulada. Flores tubulares vermelhas são coletadas em um racemo que se forma no topo de um pedúnculo alto.

Aloe bellatula

A pátria de tal planta herbácea sem caule é Madagascar. A folhagem roseta que cresce a partir da raiz atinge apenas cerca de 15 centímetros de comprimento e cerca de 1 centímetro de largura. Na superfície da placa verde escura, existem muitos pontos e tubérculos brancos, e na borda existem pequenos espinhos. As flores em forma de sino são pintadas na cor coral.

Aloe marlothii

A altura deste arbusto é de cerca de três metros. Placas de folha lanceoladas carnais são coletadas em uma roseta basal, há um revestimento ceroso em ambas as superfícies. São pintados de verde acinzentado, com comprimento de até um metro e meio e largura de até 30 centímetros. Ambas as superfícies da placa, assim como sua borda, são cobertas por um grande número de pequenas espinhas vermelhas claras. As flores tubulares são coletadas em um pincel, na maioria das vezes são de cor laranja-avermelhada.

Sabonete de aloe (Aloe saponaria)

Ou babosa com sabão ou babosa manchada (Aloe maculata). O arbusto tem um caule ramificado e, via de regra, várias rosetas de folhas são formadas nele. O comprimento das placas de folhas verdes planas e curvas é de cerca de 0,6 metros, e sua largura é de até 6 centímetros, em ambas as superfícies existem muitas manchas de cor branca, ao longo da borda existem pontas de cinco milímetros. Os pequenos racemos são compostos por flores amarelas que às vezes apresentam uma tonalidade avermelhada.

Aloe aristata (Aloe aristata)

Uma planta tão espessa tem caules curtos. A folhagem verde triangular faz parte da roseta, é decorada com tubérculos esbranquiçados, e pequenos espinhos estão localizados ao longo da borda. Um longo fio cresce na ponta da placa ligeiramente curva. Em um pedúnculo alto, várias escovas são formadas, consistindo de 20-30 flores laranja-avermelhadas, a forma das quais é tubular.

Aloe distans

Em tal arbusto, caules rastejantes alcançam cerca de 3 metros de comprimento. O comprimento das placas foliares pontiagudas ovóides verde-acinzentadas é de cerca de 10 centímetros, na base atingem até 6 centímetros de largura. Existem pequenos espinhos brancos ao longo da borda e no meio da lâmina foliar. Quando o arbusto floresce, é decorado com pincéis constituídos por flores tubulares amarelas.

Aloe striata ou aloe cinza

A terra natal dessa planta perene sem caule é a África do Sul. Reunidas em uma roseta basal, as placas carnudas de folha densa têm uma cor verde-acinzentada, sua largura é de até 15 centímetros e seu comprimento é de cerca de meio metro. A borda lisa da placa é vermelha. Via de regra, vários pincéis são formados em um pedúnculo alto, composto por pequenas flores avermelhadas. A espécie floresce na segunda metade da primavera.

Tigre de babosa (Aloe variegata)

Ou aloe variegado, ou aloe ausana, ou aloe punctata. A altura desse arbusto sem haste é de cerca de 30 centímetros. A folhagem alongada é coletada em rosetas de raiz, sua largura é de até 6 centímetros e seu comprimento é de cerca de 15 centímetros. As placas de folhas verdes escuras são decoradas com um padrão branco de pontos e listras. No topo dos pedúnculos altos, crescem inflorescências racemosas, que consistem em flores de tonalidade vermelha, rosa ou amarela.

Aloe ferox

Em condições naturais, a altura de um arbusto de haste reta atinge cerca de três metros. Na parte superior do aloe, uma roseta de folhas é formada, consistindo de placas de folhas com cerca de meio metro de comprimento e até 15 centímetros de largura. A folhagem esverdeada em certas condições assume uma tonalidade vermelha pálida. Os dentes que crescem ao longo da borda às vezes se formam na superfície da lâmina foliar. Do meio da roseta de folhas, cresce uma inflorescência racemosa, cuja altura é de cerca de meio metro, consiste em flores de uma rica tonalidade laranja-avermelhada.

TOP 10 dos mais belos tipos de ALOE para floricultura de interior | Fotos e títulos


Aloe, uma planta sobre a qual mais do que suficiente foi escrito e contado. Mas basicamente todas as publicações se referem às suas propriedades medicinais, que são realmente incríveis, mas há muito pouca informação sobre o cultivo e o curso correto dessa planta maravilhosa em casa. Não há nada de surpreendente nisso, porque a babosa é tão despretensiosa que cuidar dela costuma ser puramente simbólico.

Para muitos "não amantes", ele realmente vive sua própria vida, recebendo de vez em quando sua porção de água e pronto ... Mas mesmo com esse "cuidado" o aloés cresce e generosamente fornece aos seus donos folhas curativas. Você provavelmente já viu "árvores" desordenadas e de tamanho sólido no mesmo vaso por anos em mais de uma ocasião. Nem ocorreu aos seus donos que com um cuidado adequado e totalmente fácil, o aloé pode ser não só um curandeiro, mas também uma excelente planta ornamental, que decora e complementa maravilhosamente o interior.


Características da reprodução de subespécies de babosa de interior

Aloe pode se tornar a principal decoração do interior.

Existem cerca de trezentas subespécies de cultura. Apenas quatro são cultivados em casa:

  • "Semelhante a uma árvore"
  • "Heterogêneo"
  • babosa"
  • "Espinhoso".

Representante da "árvore" (agave)

Seu nome deve-se ao tronco altamente desenvolvido. As folhas pontiagudas são prateadas. O cumprimento de todas as condições de cuidado ajudará a desenvolver um aloés gigante - com mais de 1 metro de comprimento.

A cultura é nativa da África do Sul. Em condições naturais, ela cresce no deserto. É amplamente utilizado no tratamento de doenças do trato gastrointestinal, pele e lesões.

Propagado pelo método vegetativo - estacas ou crianças. Muito raramente forma inflorescências. O desenvolvimento intensivo dos ramos permite que as partes da planta sejam utilizadas repetidamente para a reprodução.

Aloe "Motley"

Alcança no máximo trinta centímetros de comprimento. As folhas têm uma forma escalonada de três níveis. Difere em um tom claro de folhas escuras. Os pontos claros são claramente separados em um fundo verde. Devido à sua coloração incomum, a subespécie foi denominada “tigre”.

À medida que envelhecem, as folhas de formato triangular adquirem uma cor dourada. Os primeiros botões podem aparecer aos quatro anos. Várias inflorescências laranja brilhantes são formadas no broto emergente.

O tipo decorativo de aloe reproduz por brotos laterais e apicais.

Babosa"

Cresce naturalmente nas Ilhas Canárias. O arbusto é popular por seus caules enormes e folhas longas. O suco de Aloe tem uma composição química semelhante à do representante da "árvore". Partes da planta são amplamente utilizadas na medicina popular.

A cultura tende a se adaptar a um longo período de seca. À medida que o coma de terra seca, a flor protege os poros. Sem umedecer o solo, o babosa pode reter seu efeito decorativo por muito tempo.

Em um pedúnculo longo, cistos de inflorescências vermelhas e amarelas são formados. A subespécie é propagada por sementes, estacas e filhos.

Babosa espinhosa

Um grupo de folhas carnudas com borda branca forma uma roseta com diâmetro médio de 10 centímetros.

Uma planta adulta deve ser escolhida para propagação. A melhor maneira de espalhar é por camadas. Folhas enormes podem obscurecer os bebês. Devido à iluminação e circulação de ar insuficientes, pequenos aloés morrem. É necessário separar o mais cedo possível o material de plantio da cultura mãe.

Informações detalhadas sobre métodos de reprodução podem ser encontradas no vídeo:


Cuidados domiciliares

Antes de começar um eschinanthus em sua casa, você precisa aprender todas as complexidades de cuidar de uma planta. Não é tão fácil cultivar em casa. Para que ele cresça e floresça normalmente, ele precisa fornecer condições adequadas.

Localização e iluminação

Eschinanthus vai se sentir bem em prateleiras, vasos de parede. Seus caules devem cair calmamente. Esta planta adora luz, por isso é melhor para ele escolher locais bem iluminados, sem exposição solar direta.

É melhor colocar a cultura na janela oeste ou leste. Se este for o lado sul, a planta deve ser sombreada durante os períodos de sol, caso contrário, as folhas podem queimar. Devido à falta de iluminação, os eschinanthus podem nem florescer. A sala onde a flor cresce deve ser ventilada regularmente, embora seja importante garantir que não haja correntes de ar. Eles são prejudiciais para a planta.

Escolhendo um vaso de flores

O sistema radicular de Aeschinanthus não é muito longo. Portanto, o vaso de flores para ele deve ser largo, mas não profundo. A cada transplante subsequente de um arbusto, você precisa levar um vaso 2 a 3 cm maior do que o anterior. É melhor manter o recipiente um pouco apertado do que solto. Nele, a planta vai crescer e florescer melhor. O fundo do vaso de flores deve ter orifícios de drenagem. O líquido não deve estagnar no solo, caso contrário, as raízes começarão a apodrecer.

Solo e drenagem

Solo solto e permeável à água e ao ar é adequado para eschinanthus. Ele também precisa ser nutritivo. Você pode pegar uma mistura universal pronta, adicionar fibra de coco, argila fina expandida ou vermiculita, para que fique mais solta.

Se você preparar o substrato com suas próprias mãos, você precisará misturar 2 partes de solo folhoso e turfa, 1 parte de cada esfagno e areia.

Plantar e transplantar

Recomenda-se replantar arbustos jovens anualmente. Para adultos, o procedimento é realizado conforme a necessidade. Se as raízes começarem a rastejar para fora do vaso, o escinanto precisa ser transplantado.

Algoritmo de transplante:

  • Prepare o substrato, desinfete-o com um fungicida ou método de vaporização.
  • Coloque a drenagem no fundo, polvilhe com um pouco da mistura de terra por cima.
  • Remova com cuidado a planta do vaso antigo, deixando um caroço inteiro de terra.
  • Coloque-o no centro do novo recipiente. Se o cultivo for planejado com suporte, ele deve ser instalado imediatamente durante o transplante.
  • Polvilhe terra entre as paredes do vaso e um pedaço de terra. Abaixe ligeiramente.
  • Regue o solo, pode pulverizar as folhas e colocar o vaso à sombra parcial. Depois de uma semana, mude para um lugar claro.

Temperatura e umidade

Para conseguir a floração, Aeschinanthus precisa fornecer um regime de temperatura adequado ao longo do ano. Esta cultura tropical adora o calor. Durante a estação de crescimento, uma temperatura de + 20-25 graus é necessária. Com sua termofilicidade, a flor não ficará muito confortável no calor. No inverno, ele precisa de frio entre + 13-16 graus. Nessas condições, os botões ficarão mais bem amarrados.

Recomenda-se manter a umidade do ar em pelo menos 50-60%. Devido ao ar seco, manchas amarelas aparecerão nas folhas. Se a sala estiver quente, a planta precisa ser borrifada regularmente, coloque um palete com seixos molhados próximo a ela.

Rega

Aeschinanthus é higrófilo, mas o excesso de umidade é destrutivo para ele. A rega da flor deve ser moderada, depois de o solo secar 1 a 2 cm, para que o ar chegue às raízes. É impossível secar demais o solo. A flor pode morrer. No verão, você precisa regar em média 2 a 3 vezes por semana. Certifique-se de drenar o excesso de líquido do palete.

Top curativo

Durante o crescimento ativo e a floração, a planta precisa de fertilização 2 vezes por mês. Mas você não deve permitir um excesso de fertilizante. As formulações minerais para plantas com flores são adequadas para a alimentação de aeschinanthus. A cultura precisa especialmente de fertilizantes à base de potássio e fósforo, que contribuem para a floração. A mistura de nutrientes só pode ser despejada em solo umedecido para que as raízes não queimem.

Floração e período de descanso

Os espécimes jovens geralmente florescem sem problemas. Posteriormente, a planta pode mostrar caráter e se recusar a florescer.

Os motivos para a falta de floração podem ser diferentes:

  • falta de iluminação
  • solo pobre em nutrientes
  • pote muito grande
  • inverno muito quente
  • ar seco
  • mudança de local durante o período de florescimento.

Para a futura floração, é importante fornecer ao Aeschinantus um inverno adequado. Mova a panela para um local mais fresco. Durante o período de descanso, o número de regas é reduzido, a alimentação é interrompida. A quantidade de luz deve ser suficiente, pelo menos 14 horas por dia. Portanto, no inverno, é recomendável instalar lâmpadas especiais para iluminação junto à planta.

Poda

Eschinanthus é uma planta semi-arbustiva e arbustiva. Para manter sua aparência bonita, deve ser aparado regularmente. A poda e a pinça são realizadas durante o período vegetativo. Após a floração, as inflorescências secas devem ser removidas. Após os 5 anos de idade, o eschinanthus, infelizmente, perde o seu antigo efeito decorativo. A parte inferior dos brotos está fortemente exposta. Portanto, é recomendável substituir as cópias antigas por novas.


Cuidado depois da criação

Como enraizar a babosa para que, após esse procedimento, a planta filha cresça sã e assuma o tamanho da planta-mãe ou até mesmo o supere? Para fazer isso, você deve observar as seguintes regras para cuidar de uma jovem suculenta:

  • inicialmente, todos os processos devem ser cuidadosamente protegidos da luz solar direta e forte superaquecimento
  • na estação quente, a planta jovem é gradualmente ensinada a receber ar fresco e iluminação brilhante. Para tal, é retirado várias horas em varanda, terraço aberto, alpendre, etc. O tempo deve ser aumentado gradualmente. Se a planta foi transplantada no verão, esses procedimentos só podem ser iniciados a partir do próximo ano.
  • se os rebentos são plantados no período de outono-inverno, então é necessário estender suas horas de luz do dia pendurando uma lâmpada especial para isso
  • a planta precisa de rega regular à medida que a camada superficial do solo seca. A rega deve ser efectuada de forma a que a humidade não penetre nas folhas e não se acumule nas cavidades.
  • a planta deve crescer em uma área ventilada. No entanto, o ar não deve ser muito frio e correntes de ar também devem ser evitadas durante a ventilação.
  • as folhas precisam ser limpas periodicamente com um pano limpo para evitar o acúmulo de poeira sobre elas
  • após 6-9 meses, é necessário fazer a primeira alimentação da planta com fertilizantes especiais para suculentas. As plantas adultas devem ser alimentadas uma ou duas vezes por ano.

Dicas para cultivadores novatos para o cuidado e propagação de aloe:

  • se a primeira tentativa de enraizamento falhou, não se desespere. Talvez algum erro tenha sido cometido na seleção do material ou peças da futura planta foram danificadas. Vale a pena repetir o procedimento se houver planta adulta.
  • a pior coisa que acontece com a babosa é a invasão de pragas ou doenças. Na maioria das vezes é uma cochonilha ou inseto cochonilha. Para se livrar deles, você precisa transplantar a planta em um novo solo e desinfetar o vaso. A própria flor deve ser lavada com água e sabão ou um inseticida especial
  • o mais importante ao criar o escarlate é seguir todas as recomendações e tentar não violá-las. Só neste caso tudo vai dar certo.

Observação! A propagação da babosa é um processo que todo iniciante no campo da floricultura pode realizar de forma independente.

Todas as variedades desta planta são fáceis de enraizar, mas demoram um pouco mais do que a maioria das outras flores. Porém, vale a pena, pois não só a atratividade externa fará as delícias de seu dono, mas também as propriedades curativas de quase todos os seus tipos. Isso terá um apelo especial para pais jovens e pessoas que sofrem de alergias, uma vez que é improvável que esse medicamento cause erupções cutâneas e tenha efeitos colaterais. O efeito cosmético também supera as expectativas mais ousadas.


Assista o vídeo: A Colorful ALOE Collection. Basic Care for Aloe